Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

GALIZA UNIDA PORTUGAL



Segunda-feira, 26.05.08

SALVEMOS A RIA DE VIGO? SALVEMOS A GALIZA! (distribuídas 700 folhas às 12 h. em domingo, 25 de Maio de 2008 na manifestação relativa em Vigo)

Salvemos a Ria de Vigo, salvemos a Ria da Ponte Vedra, salvemos a Ria de Arousa, salvemos a Ria de O Burgo, salvemos a Ria de Ferrol, salvemos as Rias da Galiza, salvemos a população, flora, fauna, costas, mar, alto mar, oceano, Rias, rios, vales, montanhas, ar, água, etc., etc., SALVEMOS A GALIZA! SALVEMOS A NAÇÃO!
A única hipótese de salvação nacional da Galiza é exercermos o direito de Livre Determinação, Independência e Soberania para nos unir a Portugal na República Federativa da Galiza e Portugal; é possível? É, sim; é possível, necessário e, sobretudo, urgente; a condição é a GALIZA UNIDA na ASSEMBLEIA NACIONAL DA GALIZA a integrar pessoas, entidades e instituições, sem excluir ninguém, para MOBILIZAR E CO-GOVERNAR, um ponto de encontro para falar, determinar e agir.
A insurreição da Galiza iniciada em 10 de Março de 1972 em Ferrol estendida a Vigo e a toda a Galiza, continuada depois em Setembro apenas em Vigo; as três greves gerais da Galiza de 1984 motorizadas por ASTANO (Ferrol) e ASCON (Vigo); as mobilizações nacionais da população galega inspiradas pela Plataforma Cidadã Nunca Mais em 2002 e 2003; as greves do Metal da Ponte Vedra contidas só na província para não se estenderem à Galiza. Tudo é apenas uma mostra parcial da capacidade de mobilização VITORIOSA DA GALIZA UNIDA, operariado, pessoas a trabalharem na lavra, no gado, na pesca, etc., etc., Vigo, Ferrol, etc., podem e devem MOTORIZAR A MOBILIZAÇÃO DA GALIZA UNIDA organizada na ASSEMBLEIA NACIONAL DA GALIZA.
Dar-lhe carácter nacional a cada luta parcial da Galiza determinará a imprescindível UNIDADE das classes trabalhadoras galegas e não apenas para lograrmos os estádios que nos conduzirão inevitavelmente à UNIÃO com as classes trabalhadoras de Portugal (a Galiza do além-Minho) na República Federativa da Galiza e Portugal.
Ultrapassar, superar a divisão e a desmoralização que promovem sindicatos e partidos para deixar inerme a Galiza a mercê dos espoliadores dos nossos recursos sejam quais forem, sobretudo os nossos recursos humanos (espoliam a melhor que temos, a juventude, forçando-a ao degredo da EMIGRAÇÃO e ocultam esta verdade com a patranha da população envelhecida para «pedinchar» esmola) é um dever de qualquer pessoa, entidade ou instituição para construirmos a GALIZA UNIDA NA ASSEMBLEIA NACIONAL DA GALIZA que nos levará a meio da mobilização e o co-governo à liberdade, democracia socialista e progresso na República Federativa da Galiza e Portugal integrada na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa.
Em Vigo, Domingo, 25 de Maio de 2008

COMISSÃO PARA A REUNIFICAÇÃO NACIONAL DA GALIZA E PORTUGAL

Autoria e outros dados (tags, etc)

por galizaunidaportugal às 13:09



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Maio 2008

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031