Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

GALIZA UNIDA PORTUGAL



Sexta-feira, 24.09.10

GREVE GERAL INSURRECIONAL

Greve geral INSURRECIONAL? Com certeza. Por que? Porque o Reino da Espanha é um reino de delinquentes onde reina a CORRUPÇÃO, o crime, A ESPOLIAÇÃO, a ladroíce, o narcotráfico, o tráfico de mulheres e diferentes contrabandos e delinquências de Estado, tudo representando a quarta parte do PIB reinante. Delinquentes e criminosos que se mantêm e reproduzem no poder político e não apenas a meio da FRAUDE ELEITORAL sempre financiada com o ROUBO PROCLAMADO de dinheiro público desde o próprio poder monárquico.
Os lucros criminosos da «trama Gürtel» não são nada se os compararmos com os lucros delinquentes da «trama Feijó», aqui e agora, ou a «trama» dirigida por Fraga durante décadas. É uma questão de Estado que o PSOE não ordene a polícia judiciária investigar a CLAMOROSA e sem fim ladroíce da «Cidade da Cultura», as Deputações de Ourense e a Ponte Vedra, etc. porque a estabilidade do Reino de delinquentes precisa VILpartidismo, quanto mais VIL, melhor. Daí que a, também, CLAMOROSA FRAUDE ELEITORAL praticada na Galiza desde as Deputações de Ourense e a Ponte Vedra e não só perante os benevolentes olhos da Guarda Civil, Polícia e competentes autoridades na matéria, nunca se investigue e se chegar a se investigar será como a investigação dos provocados e ocultados incêndios: os encarregados de investigar serão os incendiários ou os que os protegem para concluir que os incêndios provocados durante um mês, 360 cada dia, um cada dois minutos, foram devidos a uma mulher nova, a tratamento no Hospital Psiquiátrico; desta feita, o incendiârio não foi um maluco, foi uma maluca: eis a novidade investigadora da misoginia e o racismo policial.

Os lucros publicados da «trama Gürtel» não são nada se os compararmos com os CLANDESTINOS lucros de Estado da «trama Aznar» (Pizarro, Rajoy, Mayor Oreja, Alvárez Cascos, Aceves, e outros legionários à paisana como Botin, Florentino Perez, Entrecanales) durante cerca de uma década de ESPOLIAÇÃO-PRIVATIZAÇÃO de empresas públicas e não apenas com o «descobridor» Pizarro à cabeça de ENDESA para tornar a conquistar e ESPOLIAR mais uma vez as veias abertas da América Latina e como durante séculos sobre a ESPOLIAÇÃO das veias abertas da Galiza portuguesa. Veias por onde fluem para Madrid e não apenas o produto do nosso trabalho, os impostos que pagamos, a nossa energia, a carne que criamos, o peixe que pescamos, os alimentos que lavramos, O NOSSO PODER POLÍTICO, A NOSSA GOVERNAÇÃO. Daí que uma Galiza imensamente rica tenha uma Universidade como a de A Crunha onde o financiamento por aluno é o menor de todo o Reino e, ainda assim, somos exportadores da melhor carne, a de estudos universitários, realidade objetiva de como nos tratam com ou sem estudos universitários: tu trabalhas mais e cobras menos para eles terem mais lucros; tu NÃO trabalhas, tens desemprego, estás na indigência para eles terem mais lucros. Para maior ACUMULAÇÃO DE CAPITAL que lhes permita financiar mais GUERRAS e mais NATOs e para corrigirmos Carlos Marx digamos que o GENOCÍDIO é o motor da História, brutal e ineludível lei NO CAPITALISMO.
A culpa de quem é? Dos bandidos do PP, com certeza mas também dos que colaboram com eles, dos seus cúmplices, ZP, PSOE, dirigentes de outros partidos e, sobretudo, dos dirigentes dos dois grandes sindicatos cuja omissão do seu dever de DEFENDER os interesses imediatos e estratégicos do proletariado, A DEMOCRACIA E O SOCIALISMO, é uma omissão CRIMINOSA. Daí o descontentamento do operariado, muito bem aproveitado pela Aguirre, os Bispos, a Guarda Civil e outros fura-greves contra a greve geral do dia 29. Combater e derrotar os fura-greves e os que os defendem é uma das chaves do êxito da greve geral.

Greve geral INSURRECIONAL? Com certeza; para que? Para acabar com a DELINQUÊNCIA DO REINO DA ESPANHA a cuja cabeça está El-Rei e família, para instaurar a DEMOCRACIA do operariado que é a IMENSA maioria da população, muito mais da metade mais um; para instaurar as Repúblicas proletárias, a começar pela República Federativa da Galiza e Portugal. Para instaurar a DEMOCRACIA ECONÓMICA, A PAZ, A IGUALDADE E A VERDADEIRA FRATERNIDADE: O SOCIALISMO. Por tudo isso em dia 29 de Setembro: INSURREIÇÃO.

Em Ferrol, Quarta-Feira, 22 de Setembro de 2010

COMISSÃO PARA A REUNIFICAÇÃO NACIONAL DA GALIZA E PORTUGAL

Autoria e outros dados (tags, etc)

por galizaunidaportugal às 09:33


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Setembro 2010

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930