Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

GALIZA UNIDA PORTUGAL



Quinta-feira, 07.08.08

A GUERRA SEM FIM DO COLONIALISMO PARA ESPOLIAR A GALIZA (distribuídas 300 folhas às 13 h. da Quarta-Feira, 5 de Agosto de 2008 na Bazan por Taxonera)

Dizíamos-vos em Domingo, 13 de Novembro de 2005, a três anos do Prestige:
«1) Entrementres a população galega não desfruta da energia eléctrica que a Galiza produz, o 30 % da espanhola, o colonialista Botin vende ao colonialista Florentino Peres, FENOSA, fundada em 1943 para derrotar com a Legião e os Regulares, o Exército Guerrilheiro Galego; Florentino paga com dinheiro de Botin: A BURLA É BRUTAL, o governo galego fica humilhado e a população galega a financiar o «luminoso» colonialismo espanhol do Real Madrid... Teremos que matá-los?
2) Entrementres choramos o ácido sulfúrico que produz ENDESA, Fermim Paz Lamigueiro e outras pessoas da UPG-BNG, bradam contra a Oferta Pública de Acções de Gás Natural como se o natural não fosse COMBATER o Imperialismo e o Colonialismo seja qual for e não se alinharem com uma das facções a disputarem o ESPÓLIO das nossas riquezas. E o governo galego não convoca pessoas, entidades e instituições na Assembleia Nacional da Galiza para a DEFENDER DO ESPÓLIO ESTRANGEIRO».
Gás Natural, com financiamento de Botin, La Caixa e Caja Madrid comprou FENOSA a Florentino Peres por 16.500 milhões de Euros para lhe outorgar uns benefícios de mais de 7.000 milhões de Euros (comprou a acção a 11 e três anos depois a vende a mais de 18 €); tudo para Florentino, com ou sem Real Madrid, investir em Iberdrola. O tripé do colonialismo dito espanhol sediado em Madrid, Barcelona e Bilbo, tão bem representado pelo PP-PSOE, CiU e PNB, a Triple Aliança de sanguessugas da Galiza, os promotores e beneficiários de «mientras las gallegas sigan pariendo», CONTINUAM E AUMENTAM A GUERRA PARA ESPOLIAR, PARA EXTORQUIR, PARA DESPOJAR A NOSSA TERRA, A GALIZA com o concurso dos governos espanhol e galego e as forças políticas que os integram, com a passividade dos sindicatos e as «férias» das classes trabalhadoras. Viva o Pacto BNG-CiU-PNB! Visca el Barça!... Que pagamos nós!
Deixarão para outros Pepe Dias e Xavier Vence, economistas ditos da Pátria Galega, o quantificar em Euros a extorsão, o despojo cometido com cada pessoa galega em operações como esta? Pois nós já vos adiantamos que Florentino Peres e a banda dirigida por Botin NOS ROUBARAM a cada pessoa galega mais de 2.600 € da noite para a manhã.
Tudo num quadro BRUTAL, DE GUERRA BRUTAL contra as classes trabalhadoras e a cidadania da Galiza, da Europa e do mundo. Entrementres Solbes como Montoro e o PP preferem CONGELAR OS SALÁRIOS AO DESEMPREGO (nós preferimos a derrocada deles e dos seus [des]governos) eis que ENDESA, no primeiro semestre de 2008, obtem uns benefícios (LADROÍCIOS propriamente) de 6.002 milhões de €, UM 378 % MAIS DO QUE no primeiro semestre de 2007; o botim de Botin no BSCH, 4.730 M€, um 6,1 % mais do que em 2007; o BBVA, 3.108 M€, estes de LATROCÍNIO menos temerário, um 8 % menos do que em 2007 por, diz que, destinar 329 M€ para pensões; GÁS NATURAL, 562,7 M€, um 10,2 % mais; MAPFRE, 529,4 M€, um 57,7 % mais; SACYR-VALLEHERMOSO (VIVENDAS), 438, um 21,4 % mais; GAMESA (eólica na Galiza), 197,6, TRÊS VEZES O DE 2007; ENAGÁS, 129,9, um 11 % mais. Todas estas percentagens de AUMENTO NOS LADROÍCIOS contabilizados a 30 de Junho de 2008 são as percentagens de DIMINUIÇÃO DAS RENDAS das classes trabalhadoras e a cidadania da Galiza, da Europa e do mundo.
ESTE QUADRO BRUTAL, DE GUERRA BRUTAL É A VERDADE LOCAL E UNIVERSAL e não a mediática «crise económica», conto chinês em que não acreditam os chineses e as chinesas, atarefados em se defender de uma GUERRA PARA SABOTAR os Jogos Olímpicos que começarão nuns dias.
A Espanha queima, rouba e assassina, a nome do Deus de Rouco Varela, a Galiza; daí o incendiário felizmente preso em Ourense depois de doze anos (1996-2008) queimando ao serviço do PP, a «comemorar» com lume o Dia da Pátria ou os quatro incêndios simultâneos de Malpica para assassinar indiscriminadamente (como em 5 de Novembro de 2002 em Vigo e Redondela) que o «Virrei» espanhol, Ameixeiras, atribui a pessoas malucas e não a bandas organizadas de nazi-fascistas espanhóis, integrados ou não nos corpos armados do Reino da Espanha; a quem está a encobrir Ameixeiras, sabe algo da autoria? Ou o mini-Prestige de Melide com 7.000 litros de petróleo emborcados nos rios Furelos e Catasol; tudo completado com os DESPEDIMENTOS DE FADESA dos quais mais de um terço correspondem a pessoas galegas. E como na Galiza o colonialismo espanhol não tem qualquer limite eis que a feminista de elite, a campeã da IGUALDADE na escravatura da Galiza despojando de qualquer direito as pessoas que a integram, NÃO QUER QUE VOTEM EM URNA uma parte significativa delas porque prefere a FRAUDE ELEITORAL que a instala na Vice-presidência do governo do Reino da Espanha para discursar políticas de IGUALDADE entrementres pratica políticas da mais feroz, cruel, desumana, perversa, bárbara, destemida, arrogante, altiva, ameaçadora, insolente, impetuosa e VIOLENTA DESIGUALDADE COM A GALIZA E AS PESSOAS, ENTIDADES E INSTITUIÇÕES QUE A INTEGRAM, uma das mais brutais, expulsar da Galiza para trabalharem noutras Autonomias cerca de 74.000 pessoas jovens que perdem o direito ao voto na Galiza e com estudos mesmo universitários; já o sabem, as políticas de IGUALDADE da Vice-presidenta provocaram o ÊXODO de mais de 202 pessoas cada dia do ano 2007 sem sabermos quantas mulheres! Ultrapassa a Galiza o ÊXODO dos iraquianos, atacados, invadidos e ocupados pelos ianques e os seus 180.000 mercenários armados? E como isto é o conto de nunca acabar eis que o Informe do Conselho de Contas para 2005 estabelece as IGNOMÍNIAS CRIMINOSAS DO PP que se seguem: a) Feijóo e o governo do PP de Fraga, adjudica vivendas PÚBLICAS DE SEGUNDA residência a familiares de cargos públicos do PP (em Pereiro de Aguiar, Ourense, de 121 vivendas adjudicadas, o PP regalou 113 a «amigotes e familiares» que nem sequer eram do Concelho, com um desconto por vivenda de 46.660 €, 7.776.666,66 pts,) entrementres promovia o despejo de pessoas pobres e desempregadas, ao mando do lucense Director do IGVS, José António Redondo Lopes, Teresa Morão Calero e o durante uma década anónimo e perseguidor de pessoas pobres e desempregadas às ordens directas de Fraga, Letrado da Junta, Sr. D. Fernando Juanes conluiado com os integrantes dos Tribunais de A Crunha, a sua Comissão Provincial de Justiça Gratuita, Colégio de Advogados e quaisquer outras ervas que não cessam de brotar. Saibam as pessoas pobres e desempregadas que é o seu direito e, sobretudo, o seu dever ocupar as vivendas dos ricos familiares e ricos cargos públicos do PP a conta da LATROCÍNIO GOVERNAMENTAL que b) Não duvida em adjudicar o 60 % das concessões das mini-centrais hidráulicas ao Director Geral da Energia através do seu «cunhadíssimo», tudo CENSURADO pelos média devido c) Aos convénios milionários sem objectivo DEFINIDO de Feijóo com «La Voz de Galicia, Faro de Vigo» e outros corruptos e ideologizados média com efeitos que duram a dia de hoje para FINANCIAMENTO DA CENSURA MEDIÁTICA, FINANCIAMENTO PÚBICO PARA ESPOLIAR, DESPOJAR A CIDADANIA DO SEU DIREITO À INFORMAÇÃO. Todos os quais cargos públicos do PP NUNCA PREVARICARAM (mesmo o Director Técnico de Administração e Fomento, Leopoldo Fernández Cid) nem teriam que estar PRESOS e os seus bens CONFISCADOS para ressarcir as suas VÍTIMAS (mensagem para o governo e parlamento galegos nomeadamente o BNG). Este Informe do Conselho de Contas-2005 põe de relevo até que extremo a monarquia espanhola governada pelo PSOE garante a IMPUNIDADE dos ladrões e assassinos do PP, os mesmos que promovem a GUERRA BRUTAL contra as classes trabalhadoras e a cidadania da Galiza e não apenas que denominam com «morro» de elefante «crise económica» e criam um Comité de Seguimento da Crise Económica que, diz que, vai agir em Agosto para promover todo tipo de agressões, eles, elas e as suas bandas mercenárias pagas com dinheiro público, contra a Galiza, reiteramos, os CONSPIRADORES, SABOTADORES E GOLPISTAS DO PP com a colaboração, consentimento, benevolência, passividade do PSOE em Espanha e deste e o BNG na Galiza aos que há que acrescentar CiU em Catalunha e o PNB em Euskal Herria. Podemos ir afiando os cutelos!
De Cospedal, secretária geral do PP, de mãos dadas com Saez de Yniestrillas, assassino impune de Josu Muguruza, em Madrid e o «suicidamento» para que não falasse do científico-mercenário do Antrax por agentes de John Negroponte nos EUA definem, na nossa opinião, o que nos espera, sempre acompanhado do RACISMO espanhol projectado por um «tertuliano» na SER às 9,30 horas do passado Sábado: «la mayoria de la ciudadania [galega] está en un rellano [esclarece com riso] en una escalera, ni suben ni bajan... [comentando o que dizem pessoas galegas num inquérito]», notável exemplo do conceito que têm de nós e que está na base da ESPOLIAÇÃO à que submetem a Galiza por isso reiteramos que a solução é a tomada dos centros de poder a meio da INSURREIÇÃO.
Em Ferrol, Segunda-Feira, 4 de Agosto de 2008
COMISSÃO PARA A REUNIFICAÇÃO NACIONAL DA GALIZA E PORTUGAL

Autoria e outros dados (tags, etc)

por galizaunidaportugal às 10:05


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Agosto 2008

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31