Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

GALIZA UNIDA PORTUGAL



Domingo, 30.06.13

25 de Abril SEMPRE! (distribuídas 500 folhas às 5h30-7h10 da quinta-feira, 25 de Abril de 2013 na porta da Bazan rua Taxonera)


Sobretudo hoje em que a necessidade e urgência da DERROCADA DA DITADURA DO PP é peremptória. Partido Popular, um PARTIDO PRA ROUBAR aos pobres, às pessoas desempregadas, aos pensionistas, às crianças, às mulheres, ao proletariado com emprego ou sem ele, ao povo galego, à Galiza.

O 25 de Abril de 1974 foi uma REVOLUÇÃO, a Revolução dos Cravos em que a participação do Movimento das Forças Armadas, os Capitães de Abril, encabeçados por Otelo Saraiva de Carvalho, junto com o proletariado português e as suas organizações determinou a queda da DITADURA SALAZARISTA nesse momento encabeçada por Marcelo Caetano, preso pelo povo. Portugal, a nossa GALIZA LIVRE, tornou-se um enclave do pensamento e a ação revolucionária onde a organização e mobilização do povo, o poder popular, transformaram o país, desde o patético e cruel imperialismo e colonialismo, sobre as costas do povo, contra os povos africanos, para o país que desenvolveu uma exemplar luta diplomática e política em favor da Autodeterminação do Timor Leste, dentro da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa e fora dela, um país hoje com um PATRIMÓNIO CULTURAL, POLÍTICO E DIPLOMÁTICO em termos de SOCIALISMO, ANTI-COLONIALISMO E ANTI-IMPERIALISMO que se reflicte na Constituição, doutrina revolucionária que incomoda o CAPITALISMO FINANCEIRO europeu e mundial pelo que tem de REFERENTE.

O 25 de Abril tem que ser uma outra REVOLUÇÃO para a derrocada e ilegalização de um partido mafioso, integrado por mafiosos como o Sr. Feijó que durante a sua reconhecida AMIZADE com o Marcial Dorado e a sua banda, integrada mesmo por un tenente-coronel da Guarda Civil destinado no quartel de Intxaurrondo, centro de detenção, tortura e desaparição como a Escola de Máquinas da Armada Argentina em Buenos Aires, ocupou os cargos de representação dos poderes públicos de Secretário Geral Técnico da Conselharia de Sanidade, Diretor do INSALUD, Diretor dos Correios, Conselheiro de Ordenação Territorial, OBRAS PÚBLICAS E VIVENDA e Vicepresidente da Junta da Galiza; um senhor, o Feijó, que qualifica de campanha de DESPRESTÍGIO um jornalista investigar por que não investigou o juiz Taim a sua amizade com o Dorado, nem comunicou à Fiscalia, nem ordenou a trascripção das gravações das suas conversas telefónicas com o narcotraficante, nem ordenou o pertinente relatório policial; juiz que foi premiado com a Direção de Estudos Judiciais, aliás, uma prática COMÚM do becerro fascista Fraga durante o seu iníquo desgoverno da Galiza com a colaboração de Feijó.

Nós temos certeza que o Marcial Dorado, o tenente-coronel da Guarda Civil e Feijó lembrarão aquela ESTRONDOSA noite de planeadora e coca na vila de Cedeira para MATAR na Galiza a notícia do julgamento por narcotraficante do general da Guarda Civil GAL-indo na Audiência Provincial de Donostia. O que não sabemos é se algum jornalista investigará tão extraordinária coincidência: Cedeira-Intxaurrondo-Fundos Reservados. Talvez no recenseamento cedeirês…

O 25 de Abril tem de ser o começo de uma outra REVOLUÇÃO para a DERROCADA E ILEGALIZAÇÃO de um partido mafioso, integrado por mafiosos como o Sr. Conde, Conselheiro de Indústria, e a delinquente Sra. Paula Castro aos que dá INFINITO NOJO escutar-lhes as babosadas que emitem pela boca: o Sr. Conde, o principal SABOTADOR da Indústria e as empresas galegas a pressumir de INDUSTRIOSO. E o Sr. Boné, por que deixou o Instituto Galego da Vivenda e Solo? Porque ROUBOU DE MAIS como o Sr. José António Redondo López com Cuinha e Feijó? E que investigarão os jornalistas acerca do Cavaleiro da Ordem de Isabel a Católica, o betanceiro Sr. Romay Beccaria, SUPERVISOR DA ÊTICA DO PP, nomeado TESOUREIRO DO PP para substituir, AMPARAR E OCULTAR o Bárcenas e o financiamento do PP a meio do narcotráfico perpetrado pelos tesoureiros, TODOS, do PP, desde Naseiro até ao Romay? Investigarão o presidente do Conselho de Estado do Reino da Espanha, Sr. Romay, e a sua relação com a Opus Dei? Investigarão a relação da Opus Dei com o narcotráfico? E a Conferência Episcopal Espanhola, com quem se relaciona?

Publicará El País-SER em destaque estas notícias todas acontecidas na Galiza ou continuará a CENSURA imposta por Feijó e o PP para cingir a informação exclusivamente às pâginas da Galiza? Nós temos que concluir que para o poder monárquico da ESPANHA UNA, GRANDE, LIVRE, os galegos somos MUITO PERIGOSOS particularmente o proletariado. A existência de Portugal, a GALIZA LIVRE, condiciona-os de tal maneira que não podem permitir a menor manifestação democrática na Galiza do aquém-Minho. Daí que depois do resultado do referendo estatutário de 21 de Dezembro de 1980 tivessem que dar o golpe de estado do 23 de Fevereiro de 1981 para GARANTIR que nas primeiras eleições galegas de Outubro de 1981 chegasse ao Parlamento galego mais nada que o franquismo da AP do Fraga [depois narcotráfico], nada que desde o Parlamento pudesse reivindicar Portugal e o português, aliás, o ódio, a sanha do Fraga e mesmo dos presidentes da Real Academia Galega, Ferrim e Suso Alonso Montero que o primeiro que fez foi uma declaração de GUERRA à secular ORTOGRAFIA da nossa língua, que ele, como outros, para confundir, denominam REINTEGRACIONISMO e não português; esses são os princípios marxistas do Suso, grande emporcador IDEOLÓGICO contra Lenine, Castelão e não apenas.

O 25 de Abril tem que ser o início de uma outra REVOLUÇÃO PARA ABRIR CAMINHO AO SOCIALISMO NA GALIZA E PORTUGAL exercendo, não o direito de RESISTÊNCIA, que também, mas o DEVER DA INSURREIÇÃO.
Em Ferrol, Quinta-Feira, 25 de Abril de 2013

COMISSÃO PARA A REUNIFICAÇÃÓ NACIONAL DA GALIZA E PORTUGAL

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por galizaunidaportugal às 19:25


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Junho 2013

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30