Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

GALIZA UNIDA PORTUGAL



Terça-feira, 10.09.13

ATAQUE À SÍRIA E GUERRA MUNDIAL NUCLEAR (distribuídas 500 folhas às 5h30-7h00 da segunda-feira, 9 de setembro de 2013 na porta da Bazan rua Taxonera)


 

Desde as guerras norte-americanas contra o Iraque e a Líbia e agora contra a Síria vimos ALERTANDO do perigo de, como consequência da agressiva política de guerra norte-americana, se desencadear a terceira guerra mundial, desta feita INEVITAVELMENTE NUCLEAR. Porque o armamento principal das principais potências mundiais é NUCLEAR. Estamos a dizer uma obviedade, algo que todo o mundo sabe. Mas que os analistas ou as pessoas preocupadas a escreverem contra as guerras de agressão norte-americanas, neste caso contra o ataque à Síria, ESQUECEM. Dos artigos relativos à questão publicados na Galiza e não apenas, todos meritórios, alguns muito mais, SÓ UM, o de Paul Craig Roberts, analisa a escalada guerreira norte-americana, agora com Obama, visando, em sequência, à Síria, ataque que dá por feito, o Irão, a Rússia e a China, concluindo, muito lucidamente que «as armas nucleares tornar-se-ão a ÚNICA garantia da sua soberania [isoladas, da Rússia e a China]. Isto sugere ser provável que a guerra nuclear termine com a humanidade...» esquecendo porventura constatar que essa é a ABAFANTE tendência que mostra a história mundial do último século: a da INEVITÁVEL GUERRA MUNDIAL NUCLEAR. Daí a nossa proclama e apelo para EVITAR A GUERRA MUNDIAL NUCLEAR. Nós achamos que a GUERRA MUNDIAL NUCLEAR É EVITÁVEL, podemos EVITÁ-LA começando por estudar e analisar, quantas mais cabeças melhor, o que ESQUECEM analistas e pessoas preocupadas algumas integradas em organizações de pungente proclamação marxista: Que houve uma Segunda Guerra Mundial iniciada em uma escalada de mais de uma década, 1931-1933-1941, pelo nazi-fascismo (Itália-Japão-Alemanha apoiados pelos EUA, UK, França) para EXTERMINAR E ESCRAVIZAR o proletariado e a sua democracia, o socialismo na URSS. Os bandidos imperialistas do capitalismo norte-americano contra o socialismo, FRACASSADO o intento NAZI de acabar com a URSS, teimam, contumazes, com duas bombas atómicas em Hiroshima e Nagasáqui para barrar o avanço do proletário Exército Vermelho e o seu projeto socialista. Em Agosto de 1945 começa a GUERRA NUCLEAR do capitalismo contra o socialismo, dos bandidos imperialistas norte-americanos contra o comunismo. Uma louca GUERRA ofensiva que dura mais de 3/4 de século, proclamada em 12 de Março de 1947 por Henry S. Truman em VIOLENTO discurso: «defender o mundo capitalista contra a AMEAÇA socialista», ameaça que consistia em a URSS organizar o Movimento pela Paz, protesto de intelectuais marxistas contra as ARMAS NUCLEARES DOS EUA. A dialética OFENSIVA-ATAQUE dos EUA-defensiva da URSS fica inaugurada com a mal dita CORRIDA ARMAMENTISTA [NUCLEAR]-CORRIDA ESPACIAL [NUCLEAR] de mãos dadas, uma servindo a outra, outra servindo a uma, no conceito de ataque ofensivo dos EUA contra a URSS em conceito defensivo na maldita fabricação de armas e engenhos nucleares cujo financiamento TRAVA E DESVIA o desenvolvimento do proletário SOCIALISMO. Em 1949 os EUA criam o FMI-OCDE-NATO contra a URSS que testa a sua primeira bomba nuclear e nasce o COMECON, Conselho de Ajuda Mutua Económica. Em 1950 Mac Arthur proclama utilizar armas NUCLEARES contra a Coreia. Em 1953, UK explode dispositivo nuclear. Morre Estaline em 1953 e a URSS testa a sua primeira bomba termonuclear (hidrogénio). Nasce o Pacto de Varsóvia em 1955. Em 1 de Outubro de 1958 nasce a NASA. Em 1962, em Cuba, a «Crise dos Mísseis» [NUCLEARES] quase tem levado EUA-URSS a um embate NUCLEAR, quer dizer, GUERRA MUNDIAL NUCLEAR. 1963, Tratado de Moscovo: EUA-URSS regulam nova pesquisa de tecnologias NUCLEARES e não tocar o Árctico. 1968, TPN (Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares): EUA-URSS-China-UK-França acordam não transferir tecnologia NUCLEAR e DESARMAREM-SE de arsenais NUCLEARES. 1972, SALT I (Strategic Arms Limitation Talks, Acordo de Limitação de Armamento Estratégico): congelar EUA-URSS arsenais NUCLEARES. 1979, SALT II: prorroga SALT I. 1983, Reagan anuncia programa «GUERRA [NUCLEAR] DAS ESTRELAS», guerra ofensiva dos EUA e a URSS toma CUSTOSAS medidas defensivas. 1986, Chernobil explode. Reagan-Gorbachev em Reikiavik (Islândia): DESARMAMENTO de mísseis NUCLEARES na Europa. 1989-1991, queda do dito «Bloco Comunista», desaparece a URSS. 2000, «Escudo Antimísseis» [NUCLEARES] de Bush (bases, satélites, armas laser em «cordão sanitário») contra a Rússia. Dissolução do Pacto de Varsóvia e consequente AMPLIAÇÃO DA NATO, ingressa a França e muitos outros contra o proletariado e os povos do mundo. 2008, início da construção do Escudo Antimísseis contra a Rússia; EUA ofensiva, Rússia medidas defensivas. Em Agosto de 2008, Georgia-EUA ataca Ossétia do Sul-Rússia com apoio de frota NUCLEAR DA NATO sob mando de João Rodríguez Garat em fragata espanhola.

GUERRA MUNDIAL NUCLEAR EVITÁVEL começando por estudar e analisar a GUERRA dos bandidos capitalistas contra o proletariado, o socialismo e a URSS e acabando por implementar TODO o arsenal de armas não-NUCLEARES fornecido pela revolução bolchevique nos DEZ DIAS QUE ABALARAM O MUNDO e os fornecidos por cerca de cem anos de SOCIALISMO cuja história nos mostra a sua INEVITABILIDADE e a EVITÁVEL GUERRA MUNDIAL NUCLEAR a meio da UNIVERSAL INSURREIÇÃO.                                   
Em Ferrol, segunda-feira, 9 de Setembro de 2013

COMISSÃO PARA A REUNIFICAÇÃO NACIONAL DA GALIZA E PORTUGAL

Autoria e outros dados (tags, etc)

por galizaunidaportugal às 21:12


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Setembro 2013

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930