Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

GALIZA UNIDA PORTUGAL



Sexta-feira, 10.07.09

ADERE À HOMENAGEM ENVIANDO E-MAIL, DIFUNDE

As persoas que abaixo asinamos VÍTIMAS DO FRANQUISMO, familiares das VÍTIMAS do franquismo ou non queremos proclamar através dun sinxelo acto de homenaxe no cemitério de Serantes (FERROL), às 17 horas do Domingo, 11 de Outubro de 2009 que todas aquelas persoas masacradas pelo regime franquista eran inocentes de cualquer crime ou delito quer fosen militares, operários, campesiños, comerciantes, profisionais, etc. A maioria delas viviran e deran a vida na luta en favor da causa do operariado galego e mundial: O SOCIALISMO; estavan a favor do mellor para a Galiza e a Humanidade non eran nen bandoleiros nen bandidos: a sua vida, os seus actos e a sua morte estavan inspirados nos mellores e mais altruistas princípios republicanos, federalistas e democráticos en que se significaran as mais destacadas individualidades da Humanidade.
Em Ferrol, 10 de Junho de 2009

Autoria e outros dados (tags, etc)

por galizaunidaportugal às 10:19

Sexta-feira, 10.07.09

GREVE GERAL NA GALIZA (GGG) (distribuídas 300 folhas às 13 h. da Segunda-Feira, 6 de Julho de 2009 na porta da Bazan rua Taxonera)

A viagem de Obama a Rússia, Europa e África (Gana) não vai REDUZIR O ARSENAL NUCLEAR norte-americano porque isso não resolve nada, o que resolve tudo é acabar com o ARSENAL ATÓMICO [e as centrais nucleares, energia tão LIMPA como as LIMPAS duches nas câmaras de gás nazis], o que resolve tudo é o DESARMAMENTO dos EUA, Israel, a Coreia do Sul, Europa e não apenas o qual está directamente relacionado com o saque ao continente africano, cheio de guerras de rapina inspiradas por todos eles, quer dizer, O DESARMAMENTO É A PAZ E O DESENVOLVIMENTO mundial: os economistas não teriam muito trabalho em estimar os planos de desenvolvimento que se poderiam financiar com o orçamento que os ditos países investem na GUERRA dos capitalistas contra a Humanidade. Lembrem o de Socialismo ou Morte, do Planeta, sobretudo. A resistência dos militares hondurenhos está inspirada na aquiescência e concordância que encontraram para dar o golpe nos corpos diplomáticos espanhol, norte-americano, europeu com discursos de fingida condena por exemplo, o do embaixador espanhol apelando para a negociação! Esperemos que a vitória do PRI em México propície o desarmamento dos golpistas hondurenhos por uma força militar internacional da OEA e uma União de Repúblicas Socialistas Centro-americanas. Nós alertamos contra este grande perigo de um golpe militar triunfante.
GOLPE MILITAR do general Casiniello, Director de Informação da Guarda Civil em 23 de Fevereiro de 1981, Director do Golpe de Tejero, Director das esquadras da morte da Espanha UNA, GRANDE Y LIBRE, que acaba com a derrocada de um civil e um militar a ocupar a direcção do CNI, os Serviços Secretos espanhóis que nunca souberam nada de BVE, AAA, GAL, etc. Isso sim com a plena confiança de Zapatero e o total SECRETO do narcotráfico, putas-tráfico, armas-tráfico e diferentes tráficos que ligam com Florentino e seu Ronaldo a colonizarem Portugal acarretando portugueses para Madrid em sintonia com o toureador José Tomás lidando contra 200.000 da cidadania da Catalunha que não querem o espectáculo do chifre dentro do bandulho do matador matado pelo nobre e moralmente superior touro sem nos esquecer de González Navarro, Comandante Militar de A Crunha e Lugo, que defende o seu antigo chefe, o genocída Franco, e apela para os outros chefes militares, com certeza da sua mesma ideologia, a INCUMPRIR a Lei da Memória Histórica como a incumpre Zapatero questão denunciada nas Embaixadas de Madrid dos países da UE, daí as nossas alertas contra o golpe militar dos da UNIDADE da Espanha encabeçados por Aznar e o PP com a aquiescência e concordância de Felipe González e outros do PSOE. Alertas acrescentadas contra os do DIÁLOGO SOCIAL, despedimento do século XIX, EREs e sobretudo contra os que apelam para a CALMA operária e cidadã em tempos de GUERRA franquista.
Os banqueiros de Bankinter e a SER respondem com publicidade RACISTA contra a Galiza e a cidadania galega organizada em Lugo para lutar contra a sua ladroíce e burla conluiados com os banqueiros da Lehman Brothers e outros bandidos capitalistas mundiais. Como o RACISTA Conselheiro da Educação e o Ordenamento Universitário nacional-socialista nascido em Nüremberg, recém chegado da festa chuecana depois de sair do «armário», que diz que não há verbas para a Universidade nem para a gratuidade dos livros [outros afirmam que não há para educação, saúde, etc.] mas há para financiar colégios privados que VIOLAM a lei DISCRIMINANDO por razão de sexo: isto é «a liberdade e a defesa da galego» do discurso nazi do Conselheiro. O discurso do PSdeG-PSOE e BNG de que o PP favorece o privado face o público é MENTIRA, ou não toda a VERDADE porque o privado são Feijó, Conselheiros e Conselheiras, familiares, testas-de-ferro, amigos, etc. A VERDADE é que governam para LUCRO pessoal e do PP ROUBANDO verbas públicas, o dinheiro de toda a cidadania como o exemplo das concessões das Mini-Centrais nos rios galegos que criam todas as Rias da Galiza (ver mapa) para um ÚNICO tipo do PP; concessões feitas por Fraga depois do 28 de Junho de 2005 com o governo em funções. Reparem no subtil apelo aos incendiários do Conselheiro competente explicando didáticamente quão fácil e eficaz resultaria queimar os montes com tanta lenha como têm em vez exercer a sua competência limpando-a: VOLUNTARIADO PRONTO E ALERTA!
Num vídeo de www.vieiros.com um operário pontevedrês do Metal descrevia a situação do operariado galego do Metal como IDÉNTICA concluindo na necessidade da SOLIDARIEDADE e apelando para a MOBILIZAÇÃO, FALSA conclusão induzida pelos dirigentes sindicais que furtam o diagnóstico e o REMÉDIO. Os dirigentes sindicais com diferentes escusas, escudar-se em CCOO-UGT que não querem MOBILIZAR para não convocarem eles, esquecem e ocultam que as três GGG de 1984 fizeram-se contra CCOO-UGT, cujos dirigentes apelando publicamente contra a GGG, caso do ferrolano Riobó, viram como quadros e filiados do seu sindicato foram dos mais activos em favor da GGG, porque foram as bases, o próprio operariado e a cidadania galega os que a queriam e demandavam. Um quartel de século depois, o operariado e a cidadania da Galiza empurrados pela necessidade de se defender de uma GUERRA dos capitalistas espanhóis e mundiais querem e demandam GGG e a derrocada do governo LADRÃO E RACISTA de Feijó. O PSdeG-PSOE e BNG não podem continuar na COBARDIA E MISÉRIA de permitir que esse corrupto governo do PP acabe com as tímidas medidas por eles legisladas em benefício do povo galego; têm que ser REBELAR, no Parlamento e na rua, sobretudo, têm que convocar o povo galego para se UNIR na Assembleia Nacional da Galiza para a derrocada do governo de Feijó a meio da INSURREIÇÃO.
Em Ferrol, Segunda-Feira, 6 de Julho de 2009
COMISSÃO PARA A REUNIFICAÇÃO NACIONAL DA GALIZA E PORTUGAL

Autoria e outros dados (tags, etc)

por galizaunidaportugal às 10:15

Sexta-feira, 10.07.09

POR QUE NÃO HÁ GREVE GERAL NA GALIZA (distribuídas 300 folhas às 13 h. da Quinta-Feira, 2 de Julho de 2009 na porta da Bazan rua Taxonera)

Por acaso ou propositadamente, a coincidência temporal não deixa de chamar a atenção: a publicação da sentença do Tribunal Europeu dos Direitos Humanos, TEDH, e o ORGULHO E SATISFAÇÃO do ZP reunido com Lopes, tudo bem destacado por ZP que não manifesta o alívio e satisfação que lhe produz ter instalado na «problemática» Galiza um submisso Feijó que, a diferença do BNG, qualifica de fantástico o seu encontro em Compostela com Chaves que se torna FANTASIA em Madrid com «la muy galhega» H. Salgado. Em Madrid, Rubalcaba com a Napolitano, Secretária de Segurança Nacional dos EUA, frisa que os partidos que defendam a violência não estarão NUNCA nas instituições «democráticas»; nos EUA, a «feminista» Chacón com Robert Gates a falar do Afeganistão: no seguinte dia, hoje, GRANDE OFENSIVA DOS EUA no Afeganistão sem que ninguém proclame que os partidos que defendam a violência capitalista, imperialista, colonialista, monárquica, estadual, estarão SEMPRE nas instituições «democráticas», violência cujo objectivo é a rapina, o saque, a espoliação, o roubo, como o ataque, invasão e ocupação do Iraque ordenado por Bush cujo objectiva era, é o petróleo e/ou outras riquezas, com a escusa de os «lutadores da liberdade defenderem a democracia face os tiranos», o mesmo discurso que instabiliza o Irão para lhes ROUBAR o petróleo. A mesma violência petroleira da ruína desconjuntada do Prestige capitaneado por Apostolo Mangouras que alagou a Galiza para que o TEDH favoreça a sua causa, a mesma que a da máfia petroleira greco-norte-americana, filosofia do dito Tribunal que liga com a que Otegui atribui aos juízes que sentençam em favor de Aznar e a sua lei de partidos políticos, a filosofia de Bush, sem razoar se o que inspira as sentenças dos juízes é uma filosofia, umas maletas ou a possante acção combinada com os EUA, UE, etc. da diplomacia do Reino da Espanha como anunciava, antecipando-se à sentença, a Vicepresidenta do governo e os nossos olhos viram em Salvador da Bahia em 1977 cujos resultados perduram a dia de hoje. Tudo por sua vez relacionado com a queixa que nós temos apresentado em favor do nosso reingresso e ASTANO galego, público e do operariado no dito Tribunal, para sabermos da hipótese dum desfecho favorável ao que não ajuda Rumbo 21 [em galego RUMO 21] nem o BNG. ZP em RNE às 9,45 h. de hoje, em sintonia com Galicia Bilingue e Feijó, contra os que tentam «arrinconar el castellano, lengua COMUN». Bárcenas, tesoureiro do PP, RECEBEU GRANDES QUANTIDADES da trama Gürtel (...) E O PP NÃO? Dalila CRIME RACISTA dos doutos doutores inspirado pela golpista Aguirre, o delinquente Lamela e Güentes: «una mora!» que serve para alertar contra o que pretendem Feijó, Barja e o militar matador Alfredo R. Iglesias enviando pacientes galheeeeegos! aos hospitais de Madrid tomados pelo nazismo. A OCDE, que permite a concorrência desleal da Coreia do Sul para encerrar ASTANO, informa que o NARCOTRÁFICO governa os clubes de futebol, dentre eles o Real Madrid, informamos nós, quer dizer, o Florentino, ÚNICO modelo para o Real Madrid que junta 50.000 no Bernabeu para ver Kaka e enche o Colón crunhês com José Ramón de la Morena, Feijó, Losada e Lendoiro a afirmar a superioridade RACIAL dos do sentidinho face o seny catalão: todos a celebrar o NARCOTRÁFICO, dono dos clubes de futebol: VIVA O NARCOTRÁFICO, a Cosa Nostra e a Camorra! Os apupos, assobios, protestos do proletariado pontevedrês do Metal contra UGT e Golpe impressionaram em Compostela e os que dirigiam a manobra de cerco da VIII, qualificados de mercenários, talvez fossem os mesmos que CENSURARAM na Rádio Galega, às 17 h. o discurso de Antolim Alcântara (CIG), atribuindo-lho a CCOO: os feijoístas trabalham bem! A marcha a Compostela do combativo proletariado pontevedrês, reafirma-nos nas nossas críticas aos dirigentes e quadros sindicais da Galiza relativas a que NÃO QUEREM A VITÓRIA PROLETARIA COM GREVE GERAL DA GALIZA em emergência nacional: 10.000 pessoas prejudicadas pelos ERE é um cativo indicador estatístico das agressões que está a sofrer o proletariado galego, o que produz TODA a riqueza da Galiza, reiteramos, num contexto de GUERRA contra nós do CAPITALISMO mundial evidenciada nos MIL milhões de perdas em 21 dias da patronal do Metal: essa quantidade dá para subir 72 € a 108.000 do operariado galego em catorze pagas, pagar os 840 M€ para libertar ASTANO e sobraria dinheiro, quer dizer, preferem isso do que pagar os 30 M€ que custa o aumento do 6 %. A força e a convicção de combate das 2000 pessoas que participaram na marcha dá para encher 40 autocarros com 50 do operariado deslocado por toda a Galiza para agitar, explicar, convencer, encorajar a necessidade e urgência da GREVE GERAL na Galiza; isso é INFINITAMENTE mais eficaz do que o estilo das mobilizações feitas até o de agora: não é a SOLIDARIEDADE com o operariado pontevedrês o que tem que inspirar a mobilização, a Greve Geral, é a IDENTIDADE, A COMUNIDADE de problemas e agressões que está a sofrer o operariado, as classes trabalhadoras galegas e a Galiza toda, daí a necessidade e urgência de criarmos a Assembleia Nacional da Galiza para a derrocada de Feijó a meio da INSURREIÇÃO. Em Ferrol, Quinta-Feira, 2 de Julho de 2009
COMISSÃO PARA A REUNIFICAÇÃO NACIONAL DA GALIZA E PORTUGAL

Autoria e outros dados (tags, etc)

por galizaunidaportugal às 10:12


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Julho 2009

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031